Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


25 novembro, 2016

Alcione, uma cantora de jazz brasileiro

"Na América de 'cima', o romantismo e a tristeza são sinônimos de blues, de jazz, de soul, da nobreza musical propriamente dita. Aqui, na América de 'baixo', é mais fácil Alcione ser chamada de 'brega' que daquilo que ela realmente é: uma cantora de alma à altura das divas negras do blues, do jazz e do soul norte-americano. A propósito, o samba não é o nosso jazz?, o jazz não é o samba deles?" (Pedro Alexandre Sanches)

23 novembro, 2016

Aniversário de 38 anos da cantora

E já que estamos na semana de aniversário da cantora, vale lembrar que há 31 anos, ela comemorava seu 38° aniversário no barco de Jacques Cousteau, chamado Alcyone, que em grego significa "deusa dos ventos" e "rainha das águas".