Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


20 setembro, 2016

Luciana Mello lança disco com participação da Marrom

Luciana Mello, filha do saudoso Jair Rodrigues está lançando um álbum só de sambas. É a primeira vez que ela grava um disco inteiramente dedicado ao estilo.

Chama-se “Na Luz do Samba” e traz algumas inéditas, entre elas “Estrela Sorridente”, composta por seu irmão Jair Oliveira em homenagem ao pai. Luciana também gravou algumas canções do repertório de Jair Rodrigues como “Clementina” (Altay Veloso), “Somente Sombras”, a primeira parceria de Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, com participação de Alcione e “Roda Baiana”, que traz nos vocais a pequena Nina Levy, sua filha de 7 anos.

A estreia da turnê “Na Luz do Samba” será dia 26 de outubro no Teatro Net, em São Paulo.

18 setembro, 2016

Gravação do Cd/Dvd Boleros

Ocorreu ontem, na Cidade das Artes, Barra da Tijuca/RJ, a gravação do Cd/Dvd Alcione Boleros. A Grande Sala, que sediou o espetáculo, é o maior espaço do complexo cultural, possuindo capacidade para 1250 pessoas. Com ingressos esgotados, foi necessário alocar cadeiras extras para os convidados.

Apesar de ocorrer no Rio, a festa não foi só para cariocas. Fãs de ponta a ponta do Brasil se fizeram presentes, representando os Estados da Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Um pretexto maravilhoso para encontrar estes amigos distantes que a gente conhece há tanto tempo pelas redes sociais. Foi maravilhoso!

Além de admiradores, do fã-clube e da família, amigos também prestigiaram a cantora. Anônimos e famosos, como Maria Bethânia, Leda Nagle, Padre Fábio de Melo, Silvio César, Telma Tavares, Andrea Caffé, Janaína Reis, entre outros.


O show, como aconteceu na estreia em maio, no Metropolitan, Rio de Janeiro, foi dividido em quatro blocos abertos por poemas de Elisa Lucinda e recitados pela própria Elisa. Alcione homenageou duas cantoras que sempre lhe inspiraram. Angela Maria, com "Abandono" (Nazareno de Brito e Presyla de Barros) e Núbia Lafayette com "Devolvi" (Adelino Moreira). Esta última, especialmente, foi linda! Já sei que vai ser uma daquelas faixas que vou voltar para assistir mais de uma vez. O amigo Cauby Peixoto também foi lembrado. Alcione interpretou "A Pérola e o Ruby" (Jay Livingston e R. Evans em versão de Haroldo Barbosa), canção gravada em dueto com o cantor, em 2006, no Dvd Eternamente Cauby Peixoto, por ocasião da comemoração pelos 55 anos de carreira do artista. 


O dueto com a sobrinha Sylvia Nazareth em "À Sombra Do Teu Sorriso/The Shadow Of Your Smile" (Johnny Mandel e Paul Francis Webster, em versão de Luis Bittencourt) foi outro ponto alto do show. As duas transbordam talento e emoção. A sintonia é contagiante.

Entre as demais canções executadas, o público pode se deliciar com "Risque" (Ary Barroso), "Segredo" (Herivelto Martins), "Que Queres Tu De Mim" (Jair Amorim / Evaldo Gouveia), "Gracias A La Vida" (Violeta Parra), "Corsário” (João Bosco / Aldir Blanc), "Eu Disse Adeus" (Roberto Carlos e Erasmo Carlos).

É muito bom escutar Alcione cantar seus grandes sucessos, mas vê-la dedicada a um projeto com repertório inédito, dando vida a um sonho antigo, e ainda participar disso tudo, é sensacional. 


Findo o show, Alcione recebeu o carinho dos amigos e dos fãs em um ambiente reservado. Bateu um papo com Leda Nagle e Padre Fábio de Melo, recebeu cumprimentos, tirou fotos. Sempre simpática e receptiva. O Cd/Dvd tem previsão de lançamento para início de dezembro, mas quem esteve ontem na gravação, certamente já tem consigo uma lembrança inesquecível.