Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


31 outubro, 2007

Celebração à música do Maranhão

SÃO LUÍS - Homenagear os compositores maranhenses com uma noite de celebração é a intenção da banda Terra Brasilis, que apresenta hoje, às 21h, no Teatro Arthur Azevedo (Centro) o show Maranhão, uma releitura de grandes clássicos. A apresentação dará origem a um DVD que será lançado ano que vem.

Além do registro audiovisual, o projeto de exaltação aos autores locais também deu origem a um CD, que já está em fase de finalização. “A idéia era que o CD saísse antes da gravação do DVD, mas devido a atrasos, resolvemos lançar os dois na mesma época”, explica Wagner Costa, um dos vocalistas da banda.


SHOW - O show tem direção musical de Henrique Duailibe e produção artística assinada por Ruber (Casa da Baronesa) e Chico Maranhão. A apresentação tem participação da cantora Alcione, Betto Pereira e de César Nascimento - os dois primeiros estarão no palco, enquanto Nascimento será visto em um telão. “O César é um dos homenageados. Ele vai cantar a música Reggae Sanfonado, que foi escolhida para integrar o projeto”, adianta Wagner Costa.

A presença de Alcione também tem um valor mais que especial. A artista representa uma louvação a João do Vale, interpretando a música Floresceu o Carcará, de autoria de Wagner Costa. “Apesar de não ter música dele no repertório, o grande homenageado é João do Vale, nós queríamos fazer uma homenagem diferente”, observa Wagner Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário