Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


23 novembro, 2007

Samba, patrimônio nacional

Fonte: Janaina Cunha Melo
EM Cultura

ALCIONE, que iniciou carreira com o lançamento do LP A voz do samba, em 1975, aposta no reconhecimento oficial do samba como patrimônio imaterial e identifica na iniciativa um novo capítulo da história da música popular.

“Isso significa que essa música é nossa, que demos vida a esse gênero, que, depois, desdobrou-se em várias vertentes, como o enredo, canção, quadra, partido alto e tantos outros”.

Como conseqüência, Alcione vislumbra mais investimentos em talentos da nova geração e multiplicação dos projetos de formação, sobretudo os voltados para crianças em situação de risco social. Diretora do Conselho de MPB do Centro Cultural Cartola, no Rio, ela defende que não há como tratar a questão da violência no país sem possibilitar acesso à cultura. E também critica a associação direta das comunidades pobres à percussão.

“Tem menina da Mangueira dançando em Stuttgart (Alemanha). É preciso explorar o potencial das crianças em diferentes campos e criar possibilidades de aprendizado para todos”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário