Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


18 abril, 2008

Inicia a temporada no Canecão

Rio - A Estação Primeira de Mangueira sempre esteve presente nos shows da Marrom. Desta vez a escola é lembrada através da homenagem que a cantora faz a um dos ícones da verde-e-rosa, Cartola. O compositor, que completaria 100 anos em outubro, tem alguns sucessos, como
‘Autonomia’, no roteiro do show ‘De Tudo Que Eu Gosto’, em cartaz até domingo no Canecão.

















Elza Soares também merece destaque no roteiro, com ‘Edmundo’.
Para a alegria dos fãs, os sucessos atuais, como ‘Maria da Penha’, ‘Perdeu, Perdeu’, ‘Quando o Amor Bateu na Porta’ e ‘Mangueira é Uma Mãe’ aparecem ao lado de clássicos do repertório, como ‘Minha Estranha Loucura’, ‘Meu Ébano’, ‘Faz Uma Loucura Por Mim’ e, claro, ‘A Loba’.
Entre um número e outro, Alcione conta histórias de seus 36 anos de carreira e surpreende o público com interpretações de ‘O Que É Amor’, de Arlindo Cruz, gravada por Maria Rita em seu terceiro CD, e ‘Planos de Papel’, composta pelo roqueiro Raul Seixas especialmente para a Marrom, que foi gravada para a trilha sonora da novela "O Rebu".
















O show também tem a participação especial dos dançarinos da Academia de Dança de Marcelo Chocolate e Sheila Aquino, presentes nos últimos espetáculos da cantora. Tudo termina em festa, com sucessos de Tim Maia, de quem Alcione já tinha gravado ‘Réu Confesso’.
Janaína, Alcione e Michael Sullivan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário