Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


30 junho, 2008

Sua história com a Negona

Esta semana, é a vez de um fã do Rio de Janeiro. Ele tem 22 anos e curte a Marrom pra caramba!

Por Dário Jorge

Começei a gostar da Alcione depois de uma decepção amorosa que tive. Lembro que nesse momento eu ouvia muito a música "Queda de braço". A partir daí fui me apaixonando por ela cada dia mais. A primeira vez que eu a vi foi no ensaio geral da Mangueira em 08/01/2003, no sambódromo aqui no Rio. Nossa! Eu fiquei em estado de choque. Ria, chorava, gritava! Lembro que as pessoas que estavam comigo ficaram sem entender nada, mas para mim era um momento mais que especial... depois disso pude ir a vários shows dela e a emoção era a mesma, ver aquela mulher que com certeza não é uma qualquer, cantando daquela forma era muito especial para mim.

Hoje, apesar de ser fã há pouco tempo, procuro acompanhar os passos dela. Já tenho quase todos os cd's, compro revistas, dvd's, tudo que tenha ela. Sou mais que fã, sou um fanático por essa negona

Nenhum comentário:

Postar um comentário