Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


08 julho, 2008

Sua história com a Negona

Na "Sua história com a negona" de hoje, o relato de Ray, conterrâneo da Marrom, lá de São Luiz. Ele e o primo encontraram Alcione no aeroporto. Conta aí, Ray!

Por Raydenisson Sá

Espera ai...Que o negão de tirar o chapéu também vai comentar sua história...

A primeira vez que vi Alcione foi em 2003, no período de festa junina aqui no Maranhão. A negona era repórter por um dia. Estava apresentando para a Rede Globo flashes ao vivo do São João do Maranhão, naquele programa São João do Nordeste. Ela estava no Arraial da Lagoa (da Jansen) e suas imagens passavam em um telão ao vivo. A nega fazia cada careta! Sempre achei, e continuo achando, que naquela transmissão alguma coisa tava saindo errado e dava pra perceber isso na cara da negona. Mas ela deu conta do recado. Me lembro que meu pai dizia que era pra eu pegar uma autógrafo, mas eu não quis, pois eu não tinha levado nenhuma máquina fotográfica (não sabia que ela estaria ali!) Ela estava linda nesse dia...

No dia 14 de janeiro de 2007, recebi um telefonema de Lais (filha de Rosana, que trabalha com Marrom) e Wanessa (prima de Lais), me dizendo que no dia 15 a Marrom iria chegar aqui em São Luis e que elas me levariam ao aeroporto pra tirar uma foto com a nega...Eu topei... lógico!! Nunca antes me passou pela cabeça ir atrás da Marrom no aeroporto pra tirar uma foto, porque eu sempre fui meio tímido, cheio de vergonha...

Chegado dia 15, fomos ao aeroporto (eu, Lais, Wanessa, mamãe e meu primo Gustavo) por volta das 13hs da tarde. Ficamos esperando meia hora. O pessoal do aeroporto anunciou que o vôo que a Marrom estava teria chegado. Ficamos numa porta e a Marrom saiu por outra. Lembro que eu saí correndo atrás da Marrom pra tirar uma foto...

Quando eu cheguei perto dela, ela estava falando ao celular, nem esperei ela acabar de falar, e meu primo foi logo tirando fotos. Ela com a maior educação possível. Eu tirei 3 fotos com ela (uma não prestou) e meu primo Gustavo tirou uma. Ela disse:
-Vocês não cansam de bater fotos não meninos???
Sorrindo ela disse ao meu primo Gustavo:
-Tu é tão lindinho!!

E apertou a bochecha dele!! Ele, louco de vergonha!!
Nunca esquecerei este dia!!

Um comentário:

  1. showwwwwww valeu ray. outros encontros desses com a nega virão, abraços

    ResponderExcluir