Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


31 outubro, 2008

Alcione em São Luís


Por Carlos Fernando Marão

Alcione às vezes prega umas peças na gente como só ela sabe fazer! Segunda-feira (dia 27) ela fez um show em Belém e quando chegou no aeroporto da capital paraense, decidiu vir até o Maranhão para o aniversário do sobrinho dela, Didico, que inclusive ela ajudou a criar.

Chegou acompanhada de Rosana, sua secretária particular, às 10 da manhã de terça (28) e à noite já reuniu a ‘’patota’’ quase toda em um restaurante na Litorânea, uma avenida à beira da praia, como o nome já deixa explícito. Como não tinha ninguém no restaurante, ficamos muito à vontade para conversar, dançar, escolher as músicas e rir bastante!

No dia seguinte (29) tivemos a festa de Didico que foi tudo de bom! Ali estavam quase toda a família Nazareth que mora no Maranhão e os amigos dele. Enfim, foi uma celebração íntima para confirmar verdadeiras amizades. Alcione estava empolgadíssima: "é isso que me faz feliz, estar com vocês assim, me deixa muito feliz!’’.

Estávamos lá desde às 11 da manhã, e quando a noite começou a cair, uma roda de samba deu lugar às conversas. Jofel, irmão de Alcione, tocou o tantãn e a negona junto com um animado coro (do qual eu inclusive participei), soltou a voz daquele jeitinho que ela gosta e sabe fazer! Cantou "Canto das Três Raças", "Pois É", "Nasceu uma Rosa na Favela", "Minha Missão", "Meu Ébano", "Não Deixe o Samba Morrer" e outras músicas do cancioneiro popular maranhense.

Foi muito boa essa rápida passagem dela entre nós, família e verdadeiros amigos. E dia 7 ela estará voltando, pois dia 8 ela fará uma participação especial no show de Belo na Batuque Brasil. E eu, claro, estarei lá para conferir tudinho! Aguardem!!!












Nenhum comentário:

Postar um comentário