Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


28 dezembro, 2008

Samba-enredo vencedor da Juventude Imperial

Ontem, foi realizada uma grande festa na quadra da G.R.E.S. Juventude Imperial para escolha do samba-enredo do Carnaval 2009.

E é com enorme prazer que o blog Morena Forrozera publica, em primeiríssima mão, o samba-enredo vencedor da escola mineira que vai contar na avenida a história da nossa Marrom!

Parabéns Nilmar, Nego, Célio e Sandro! Vocês arrebentaram!!!!



DO DOCE SABOR DA MANGA, O MEU TRONCO É A MARROM
“ALCIONE”


Compositores: Nilmar Romano
Nego Lindo da Beija-Flor
Célio da Imperatriz
Sandro Sorriso


Intérpretes: Nego Lindo da Beija-Flor
Nilmar Romano


Nasceu lá nas bandas do agreste
Pra orgulho do nordeste
Uma estrela singular
Em meio aos folguedos e festas
Dos tambores e orquestras
Fez-se arte popular.
Foi lá na famosa “São Luis”
E de um povo tão feliz
Que nasceu a nossa história
Salve a rainha “Alcione”
Que através dos microfones
Fez a sua trajetória

E a “juventude” canta no mais divino tom
Do “maranhão” tudo aquilo que é de bom
E é imperial o nosso som
Quando a gente conta as “maravilhas da Marrom”

A se as rosas...
A se as rosas falassem
Se as bonecas revelassem
Os segredos dessa escorpiana
Do passado me contariam as glórias
Apostando nas vitórias, da “Mangueira da Amanhã”
Eu hoje estou feito “garoto”
“Maroto” brincando de alegria
Do maranhão pro mundo, solto a minha voz
Nos “lençóis da poesia”

A “verde e branco” vem dizer no pé
Misturando dança força e fé
A “manga” com grande prazer
A minha escola hoje canta pra você

2 comentários:

  1. Lindo Realmente !
    Bj Jo!

    ResponderExcluir
  2. realmentr muito lindo msm, parabéns
    um xero muitas saudades Tainan.

    ResponderExcluir