Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


15 dezembro, 2008

A Verde-e-branco de Minas Gerais se rende à Marrom da Verde-e-rosa

Depois de ser homenageada em 1988 pela Flor do Samba (São Luis), em 1989 pela Independentes do Cordovil (Rio de Janeiro), pela Unidos da Ponte (Rio de Janeiro) em 1994 e em 2007 pela Turma do Quinto (São Luís), a biografia de Alcione retrata mais uma vez um enredo de escola de samba. Dessa vez, saindo do eixo Rio-Maranhão, tão conhecido e amado pela nossa Marrom e indo até Juiz de Fora! O G.R.E.S. Juventude Imperial vem para a avenida no ano de 2009 render homenagens em vida para esta que é a maior expressão da música popular brasileira, com o enredo: "DO DOCE SABOR DA MANGA O MEU TRONCO É A MARROM - ALCIONE".

Fundada em 08 de Fevereiro de 1964 pelo então presidente David Chaves, a verde-e-branco de Juiz de Fora, aproveitando a idéia da carnavalesca Claudia Dazzine, resolveu criar alguns de seus desfiles em cima da vida de grandes expoentes do samba, sendo homenageado em 1994 o cantor Martinho da Vila e em 2009, a cantora Alcione.

Traçando elos entre o Maranhão e o Rio de Janeiro, a escola mineira traz em forma de samba, fantasias e alegorias, o que de mais importante existe entre esses estados e tudo o que isso reflete até hoje na vida de Alcione: a infância da cantora em São Luís, a cultura, o folclore e as dádivas naturais maranhenses, os primeiros passos de sua sólida carreira no Rio, a Estação Primeira de Mangueira, etc.

Alcione recebendo o enredo da Verde-e-branco:


Alcione recebeu com muito carinho a proposta da homenagem, e já aprovou o enredo. Entretanto, por questões de agenda (já que nesse período ela estará fazendo shows em Portugal), será representada no desfile por sua irmã Ivone. Mesmo assim, prometeu visitar a quadra da escola no dia 08 de Janeiro, quando será realizada uma grande festa para recebe-la. E temos certeza que assim como nós do Blog Morena Forrozera, ela está torcendo pela vitória da Juventude Imperial! Nesta oportunidade será também realizada o desfile das fantasias.

Sucesso!!!

Com parte da diretoria da Juventude Imperial:



Fantasias já prontas:






Protótipos de carros alegóricos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário