Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


22 janeiro, 2009

Carnaval do Maranhão: Esbandalhada e Fuleragem.

‘’Pode vir com sua fantasia favorita, como fofão, pierrô, colombina ou simplesmente de short e camiseta. O importante é que traga muita felicidade e animação’’ Alcione

Criada no carnaval de 2000, o bloco a Esbandalhada foi uma idéia da nossa querida Marrom para animar o Carnaval maranhense. Após receber uma mensagem espiritual de sua mãe, para que ela se afastasse da Sapucaí mas continuasse sempre seu trabalho pela Mangueira, Alcione reuniu sua família, amigos, fãs, admiradores e foliões para celebrar de forma saudável o período momesco em São Luís.

O primeiro ano da Esbandalhada foi certamente sucesso absoluto! Desde o lançamento do Bloco com a festa ‘’To na Esbandalhada 2000’’ no Ceprama, até os dias ‘’gordos’’ da folia, a principal organizadora do bloco conseguiu movimentar de forma singular toda a capital maranhense. Seja com fofão ou com o short e camiseta, os Esbandalhados agitavam o Maranhão Novo (bairro onde ocorriam os ensaios pré-carnavalescos) e o Circuito Principal que passava pelo Mercado Central, Madre Deus e São Pantaleão, onde a Marrom viveu por quase 30 anos.


Em 2001, além de um novo tecido para o fofão, a Esbandalhada trouxe mais novidades. A Festa de Lançamento foi no Espaço Renascença e o bloco viajou para Barreirinhas a convite do prefeito da cidade! Além da Casa da Esbandalhada, os foliões poderiam também adquirir suas fantasias no quiosque do bloco no Shopping São Luís. Os ensaios passavam agora a ser na casa de shows Batuque Brasil, sempre aos domingos, onde Alcione ( que cantava acompanhada da Banda Maquina Du Tempo), e outros convidados, recebia os animados foliões a preço simbólico: apenas 1 real! No dia 2 de Fevereiro foi dada a largada para o Carnaval com Feijoada da Esbandalhada, outro sucesso absoluto!

Em 2002, não poderia ser diferente! Já com seu imenso público garantido, a Esbadalhada inovou nas fantasias, oferecendo além do fofão azul e branco, além do tradicional branco e vermelho (cores oficiais do bloco). O chapéu ganhou penas e os foliões receberam além da máscara, um adereço para as mãos que lembrava um cetro.

Em 2003 a irreverência ficou mais explicita e a Esbandalhada passou a se chamar Fuleragem. O carro de som era acompanhado da animada batida de panelas e latas. A Marrom como sempre muito alegre, inovou colocando no pescoço um cordão com um penico pendurado, o que foi copiado por quase todos os foliões! O penico passou a integrar o ‘’Fulerakit’’. Neste ano, Alcione também participou do cd do Bloco Cordão do Ponto Com.

Em 2007, aproveitando a homenagem que recebeu pela Turma do Quinto, Alcione voltou com a Fuleragem , fazendo shows na Batuque Brasil, sede da Turma do Quinto, Baile da Maranhensidade e na Praça Maria Aragão, e lançou o cd que estourou nas rádios maranhenses com as músicas Fulero no Quinto, Boi de Corno, Fulano Beltrano e Cicrano e Bandida.
Sem dúvida alguma foi um tempo que deixa, até hoje, muita saudade em todos os que puderam compartilhar desses anos de alegria ao lado da nossa Alcione.

E lembre-se: quem é Esbandalhado e Fuleiro não é um qualquer! Nunca foi e jamais será!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário