Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


18 fevereiro, 2009

Alcione anima o Carnaval no Coliseu Lisboa.

No próximo dia 19 de Fevereiro de 2009 no Coliseu de Lisboa, Alcione. Um espectáculo com ritmos quentes e apaixonantes.

“De tudo que eu gosto”. Nenhum outro nome poderia ser mais preciso para este novo trabalho de Alcione.

Alcione vive um momento especial na sua carreira e sabe usufruir disso a favor da sua obra. Já são 34 anos de estrada desde que estreou em LP com “ A Voz do samba” em 1975. É dispensável falar da sua voz, cada vez mais ímpar, cada vez mais certeira. Dispensável também lembrar que ela é uma das raras artistas da música brasileira realmente populares, por isso o sucesso se deve a isso. E parece ter ficado de lado a ideia de que deveria cantar apenas samba, ou que deveria deixar de interpretar as suas canções românticas. Alcione pode gravar todo o género de música que terá sempre sucesso e foi a pensar nisso que surgiu este novo trabalho. É um reportório quase totalmente de músicas inéditas misturando novos compositores com mestres que já são muito conhecidos de ter participado em trabalhos seus anteriores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário