Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


08 março, 2009

A força das nossas mulheres.

Nosso samba, ritmo eminentemente brasileiro, é filho legítimo das influências africanas que coloriram o nosso Brasil começando pelo chão da Bahia. Levado pelas mudanças econômicas e sociais para a então capital federal, que trouxe a mão-de-obra do nordeste para o sudeste, o samba ancorou no Rio de Janeiro. Lá ganhou novas nuances no fundo dos quintais, especialmente em um deles.
Era na casa de Tia Ciata que grandes nomes do nosso samba se reuniam. Junto com ela, outras mulheres como Tia Amélia (mãe de Donga), Tia Prisciliana (de João da Baiana), Tia Veridiana (de Chico da Baiana), entre outras, quituteiras de primeira mão e “versadas no ritual do candomblé - as grandes responsáveis pela manutenção dos festejos africanos cultivados naquela redondeza”, nas palavras de José Ramos Tinhorão.
E desse jeitinho nasceu o samba carioca, vindo da África, passando pela Bahia, para ser acolhido no lar dessas grandes mulheres. Hoje, outras mulheres de fibra continuam levantando e defendendo com a mesma honra e orgulho o nome do nosso samba! No dia internacional da mulher, nossa homenagem a estas que fazem valer sua história em nome da nossa cultura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário