Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

01 julho, 2009

Hoje é dia do Prêmio da Música Brasileira.


Sem patrocínio, e com a ajuda de amigos, acontece hoje, no Canecão, RJ, a 20ª edição do Prêmio da Música Brasileira. A homenageada é Clara Nunes, considerada uma das maiores intérpretes do nosso país. Conhecedora das danças e das tradições afro-brasileiras, ela se converteu à Umbanda. Foi uma das cantoras que mais gravou canções dos compositores da Portela, escola para a qual torcia, e também a primeira cantora brasileira a vender mais de 100 mil cópias, derrubando um tabu segundo o qual mulheres não vendiam disco.

O prêmio acontece desde 1987, e até 1998 era chamado de Prêmio Sharp de Música. Em 2001, foi patrocinado pela Revista Caras, recebendo este nome. Depois de dois anos sem acontecer, a empresa Tim passou a patrocinar o evento até 2008. Nestes 20 anos, Alcione concorreu muitas vezes, e em doze delas saiu vitoriosa:

1987 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Vinicius de Moraes) – Prêmio Sharp
1988 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Dorival Caymmi) – Prêmio Sharp
1990 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Elizeth Cardoso) – Prêmio Sharp
1991 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Luiz Gonzaga) – Prêmio Sharp
1994 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Elis Regina) – Prêmio Sharp
1996 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Rita Lee) – Prêmio Sharp
2001 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Gal Costa) – Prêmio Caras
2003 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Ari Barroso) – Prêmio TIM
2004 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Lulu Santos) – Prêmio TIM
2005 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Baden Powell) – Prêmio TIM
2006 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Jair Rodrigues) – Prêmio TIM
2008 - Melhor Cantora de Samba (Homenageado: Dominguinhos) – Prêmio TIM

Este ano, ela não concorre, pois em 2008 continuou a divulgação do álbum "De tudo que eu gosto", lançado no ano anterior a esse. Entretanto, jamais poderia deixar de participar desta homenagem àquela que foi sua grande amiga em vida. Esta noite, Marrom vai interpretar "Sem companhia" - música que gravou para o disco Clara Nunes Com Vida (1995). Certamente não vai faltar emoção! Lastimável apenas é o fato de que, sem patrocínio, a premiação não será transmitida pela televisão. Vamos ter de nos contentar com flashs ao vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário