Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


17 setembro, 2009

Memória: Revista Amiga: "Marrom faz show no Rio e leva Leda Nagle ao delírio."

3 comentários:

  1. Alcione não canta mais Delírios de amor (Chamego) por qual motivo, ja que a música é tão cantada por fãs em São Paulo?Regina

    ResponderExcluir
  2. Quero saber em qual cd encontro a música delirios de amor.

    ResponderExcluir
  3. Regina!

    Em primeiro lugar, te agradeço por visitar nosso blog!

    Essa música é a primeira faixa do disco "Pulsa Coração" de 1992. É, de fato, uma linda canção. Aliás, em 37 anos de carreira, Alcione somou vários sucessos como este. Em um show de 20, 21 músicas, fica difícil cantar todos os grandes sucessos! Mas fica aqui sua dica! Tenho certeza que Alcione também tem um carinho especial por essa canção!

    Um beijo grande!

    ResponderExcluir