Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


28 novembro, 2009

O Maranhão e Alcione matando as saudades!


Parecia mais um típico São João na capital maranhense. O I Salão de Turismo do estado promoveu a abertura oficial do carnaval do Maranhão a partir das 17hs de ontem (27), na Praça Nauro Machado, Centro Histórico. Reuniu uma multidão de pessoas, com diversas atrações e vários palcos. No principal, passaram o Bloco Afro Akomabu, o Tambor de Crioula da Fé em Deus, blocos tradicionais (os Feras, os Brasinhas, os Tremendões, os Foliões) e a filha mais famosa do estado, Alcione!

Marrom veio do Rio com a Banda do Sol e tudo o que tinha direito. Saindo do Teatro João do Vale, que serviu de camarim, chegou até o palco por volta das 23hs e 30min, passando pelo meio do povo. Do seu povo! E chegou gorjeando os versos da toada “Se não existisse o sol”. A emoção foi tanta, que a voz fraquejou. Mas os conterrâneos estavam lá no momento mais lindo do show para fazer coro e carrega-la nos braços. A praça lotada! Alcione disse que estava sentindo falta de cantar em sua terra natal. Agradeceu, na presença do secretário de Cultura do Maranhão, Luis Bulcão, à governadora Roseana Sarney.



Durante mais de uma hora, Marrom matou a saudade de todos que a amam, e a sua também! Cantou músicas como “Acesa”, “Eu vou pra Lapa”, “Gostoso veneno”, “A loba”, “Atiraste uma pedra” e “Faz uma loucura por mim”. Ofereceu “Meu ébano” para Luis Carlos Guerreiro, personalidade do Movimento Negro do Maranhão. Em “Estranha loucura”, retribuiu o carinho de uma menina que chorava na platéia, emocionada com sua presença. Agachou-se e tirou uma foto com ela.

“Namorada do Sol”, “Boi de Lágrimas” e músicas da Esbandalhada e da Fuleragem não ficaram de fora e nem poderiam! Alcione aproveitou e agradeceu à Companhia Barrica pela presença no aniversário dela nesta última terça-feira (24), e disse que a cultura maranhense é a mais expressiva do país!


Em “Obrigada”, saudou as casas de culto afro do Maranhão, Casa das Minas, Casa de Nagô, Casa Fanthi Ashanti. Saudou também as pessoas de bem, padre Marcelo Rossi, Irmã Dulce, Chico Xavier. Saudou todos os orixás, voduns e médicos de luz. Encerrou o show com “Não deixe o samba morrer".


Raydenisson, que representou nosso Fã-clube no evento, foi parado várias vezes. Muita gente querendo saber onde poderia adquirir a camiseta do Morena Forrozera! Na multidão, encontrou os amigos do blog Maria e Guttemberg, que também foram prestigiar o evento.

De volta ao camarim, Alcione recebeu apenas autoridades e amigos. Ray e Célia Sampaio, cantora maranhense, também tiveram a honra de estar com ela. Eles a presentearam com um terço, um São Sebastião e Célia ainda levou para Marrom seu mais recente disco Oyá. Vera, produtora da Marrom, fez às honras de sempre!

Hoje, a folia continua na Ilha do Amor! Alcione vai cantar no Bumba-Ilha. Na sua primeira edição, o evento pretende agitar a Avenida Litorânea neste fim de semana (28 e 29). A festa será repleta de musicalidade com apresentação dos bois de Matraca e Orquestra em trios elétricos, encerrando o Salão de Turismo.

Um comentário:

  1. Deve ser muito emocionante Alcione cantando em praça publíca em sua terra.
    Ray negão arrasou ,vc é aquilo,parabéns de coração ,vc abraçando a marrom me sinto abraçado tbm.

    ResponderExcluir