Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

27 março, 2010

Mulheres Brasileiras: perfumes de sim.


Jardim... diz-se do terreno onde se cultivam árvores, plantas e flores. Flores de um singular colorido. Flores que alegram. Flores que perfumam... Jardim de perfumes de sim! Perfume da Mata que exalou encanto nesta última quinta-feira (25), no Teatro do Sesi, em Porto Alegre. A cantora mato-grossense que está percorrendo seis capitais com o projeto Mulheres Brasileiras, mostrou aos gaúchos seu mais recente disco, ao lado de antigos sucessos cantados em coro pelo público. Como prevê o projeto (produzido pela Planmusic, de Luiz Oscar Niemeyer, com patrocínio da SKY), em cada um desses shows a cantora recebe convidadas especiais.

Em Porto Alegre, jardim mais colorido. O vermelho magenta com o amarelo ouro deu Marrom. Cor da mãe terra, da fertilidade. Cor rara para uma flor de raro poder e carisma. “Uma cantora que tem a potência, o suingue e uma forma de cantar... Uma extensão vocal ... e um molejo como Alcione”. Com estas palavras, Vanessa anunciou aquela que é um dos maiores nomes da nossa música. O público, que já bem sabe disso, reagiu vibrante. E que vibração! Foi mesmo de emocionar!

Alcione (em fotos tiradas por nossa amiga Adriana Feijó) retribuiu o carinho da anfitriã, elogiando-a na condição de cantora e compositora. Contou ao público que a música que escolhera (sem saber que as duas a cantariam juntas) era muito difícil, mas que Vanessa tirou de letra. Elas arrasaram em “Rio Antigo”, do repertório de Alcione. Foi mágico! O Rio de Janeiro continua lindo, disse Alcione. Eu complemento: e Porto, mais alegre com a presença destas duas.


Antes de iniciar o próximo dueto, Marrom disse que gostaria que Vanessa fizesse uma música para ela gravar num próximo disco. Que ela a ouça, pois “Amado”, do seu repertório, foi um escândalo na voz desta maranhense que mais uma vez provou que tamanho talento não cabe no samba apenas. “Minha linda flor / Meu jasmim será”. Alcione é da música. “Sinto absoluto o dom de existir / Não há solidão, nem pena / Nessa doação, milagres do amor”.


Depois da Marrom, a flor da idade. Vanessa apresentou seus músicos. Gustavo Ruiz (guitarras), Donatinho (teclados), Stephane San Juan (bateria) e Kassin (baixo). E anunciou Maria Gadú. Viço, frescura e delicadeza. Como canta essa mulher com jeitinho de moleca! “Longe Demais”, do primeiro disco, Vanessa da Mata, de 2002, marcou o primeiro dueto. Depois, do repertório da paulistana, “Tudo Diferente”. Terminado o show, Vanessa voltou para um bis de quatro ou cinco músicas. A emoção não me permitiu precisar quantas. E para finalizar, muito oportunamente, reverenciou o mestre Cartola: “Queixo-me às rosas, mas que bobagem / As rosas não falam / Simplesmente as rosas exalam / O perfume que roubam de ti”. Quando Vanessa deixou definitivamente o palco, atrás de mim, ouvi um coro meio tímido a gritar: "Alcione! Alcione!" Ela, lógico, não voltaria para um bis. Como fazem aquelas mães corujas, me senti tomada pelo desejo de me virar e dizer: "... é minha cantora!" Como é bom ser fã da Marrom!

Agora o projeto segue dia 09/04 para Brasília, com Fernanda Takai e Mariana Aydar, dia 20/04 para Belo Horizonte, com Fernanda Takai e Maria Gadú, dia 30/04 para São Paulo, com D. Ivone Lara, Mallu Magalhães e Maria Gadú e encerra a turnê no Rio de Janeiro, dia 07 de maio com a participação de D. Ivone Lara.

No camarim, antes do show, Alcione me recebeu com o carinho de sempre. Vaidosa, quis saber o que eu tinha achado do visual novo. Pois ela está linda e radiante! Animadíssima com a gravação do novo dvd que vai acontecer dia 7 de abril, na praça Maria Aragão, em São Luís do Maranhão, sua terra natal. Disse que o figurino está lindo e que nosso amigo Carlos Fernando já está encarregado de fazer a cobertura para nosso blog. Claro, Marrom, a gente confia muito nele! Também perguntou sobre Renan, colaborador deste blog ("onde anda esse pequeno?") e não perdeu a chance de elogiar a cantora que a trouxe para a capital gaúcha através do projeto Mulheres Brasileiras. Dei de presente a ela um broche em formato de borboleta. Ela imediatamente avisou a produção para achar um lugarzinho na roupa do show, pois queria usá-lo naquela noite mesma! Como não amar uma criatura dessas? Alcione veio acompanhada de Soca, do maestro Jorge Cardoso - que deu o apoio técnico no palco - e Claudinha, nossa produtora amada! Voltem sempre (e que seja muito em breve!).

Um comentário:

  1. "MAIS UMA VEZ, MINHA DEUSA MARROM, JUNTO DE MINHA GRANDE AMIGA JOELMA, ABALARAM, ELAS SÃO DE MAIS !!!!! TENHO UM IMENSO ORGULHO DE COMPARTILHAR MEUS MOMENTOS, SENTIMENTOS E DE MUITO RESPEITO , QUANDO POSSO ; AO LADO DELAS.... AMO !!! SUCESSO E SAÚDE PRA VCS. SEMPRE E UM GRANDE BEIJO DO FÃ E AMIGO AQUI DE HOJE E SEMPRE !! ESTOU COM VCS. ETERNAMENTE....

    ResponderExcluir