Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

02 maio, 2010

Blog do Manoel Santos, Jornal Pequeno, 02.05.2010: "Familiares de Alcione desfazem boato de que a cantora teria sofrido um infarto".

Familiares da cantora Alcione ficaram alarmados neste domingo com a onda de boatos, disseminada em São Luís, dando conta de que a cantora teria falecido vítima de um ataque cardíaco fulminante. Em contato com a reportagem do Jornal Pequeno, uma das irmãs da artista, a professora Ivone Nazareth, disse que não é a primeira vez que surgem rumores sobre a suposta morte de Alcione.

“Tudo não passou de uma mentira. Eu fui surpreendida, às 2 horas da madrugada, pelo telefonema de uma amiga, a Helena Leite, querendo saber se era verdade que minha irmã havia falecido. Tratei de ligar para fora do Estado e fiquei sabendo que não houve nada de mal com minha irmã, que inclusive fez um show no sábado à noite, no Estado do Amazonas”, afirmou Ivone Nazareth.

Ela disse ainda que a boataria pode ter sido feita por pessoas maldosas, que agem com má-fé. “Tenho um irmão, que é diabético, e que passou mal diante de toda essa boataria, que deixa qualquer ser humano em pânico”, frisou Ivone, explicando que teve de atender a inúmeras ligações telefônicas, para desfazer a informação inverídica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário