Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

12 maio, 2010

O Colégio Ressurreição do Recreio recebeu Alcione para show beneficente.


Fonte: Vargens News
Dia 22 de março, Alcione esteve no Colégio Ressurreição, no Recreio, para um show beneficente em prol das obras da Paróquia Imaculada Conceição em seu Jubileu de Prata. Mais de 500 pessoas estiveram presentes. A fila gigantesca na entrada, dava a impressão de que todo o Recreio e as Vargens estavam ali, para a alegria do simpático Pe. André.

Alcione cantou durante aproximadamente uma hora e só saiu depois de vários pedidos de “mais um, mais um”. Muita gente bonita, muita gente amiga e muita gente que sente falta de grandes atrações na região. Todos saíram satisfeitos e ainda ajudaram as obras de Pe. André, o que é muito importante. No final, o pároco presenteou Alcione com uma imagem da Imaculada Conceição, que ela adorou. Segundo Pe. André, “o Jubileu é de Prata mas a voz da Alcione é de Ouro”. Não só a voz, mas o coração também!

Antes do show, Marrom bateu um papo com Delfim Aguiar, do Jornal das Vargens, que transcrevemos aqui:

Delfim: Alcione, aqui moram muitos artistas, temos uma população entre Recreio e Vargens de mais de 200 mil pessoas e não temos uma casa de espetáculos assim como tem muito político por aqui que nada faz, por que essa honra de sua presença?
Alcione: Delfim, sou muito amiga do Padre André, que realiza uma obra maravilhosa aqui. Como sou moradora do Recreio não posso me furtar a dar uma ajuda também. Gosto muito dele e sempre que precisar estou à disposição.

Delfim: E o Recreio, Alcione?
Alcione: É um lugar delicioso, sou apaixonada pelo Recreio.

Delfim: Alcione, rapidinho, defina Maranhão, Flamengo e Mangueira...
Alcione: São paixões que não cabem dentro de mim.

Delfim: É Alcione, mas o Flamengo anda meio confuso…
Alcione: Delfim é assim mesmo a gente supera isso já, já.

Delfim: Certamente você é uma pessoa temente a Deus…
Alcione: Só a ele mesmo, pois já aconteceu tanta coisa na minha vida que só é possível explicar porque Deus existe.

Delfim: Alcione, última pergunta. Trinta e oito anos de carreira, algum arrependimento?
Alcione: Não, começava hoje tudo de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário