Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


17 agosto, 2010

Alcione e o Fã-Clube Clara Guerreira.

Clara Nunes nasceu no dia 12 de agosto de 1943. Se fosse viva, a cantora que é considerada ainda hoje uma das maiores intérpretes do nosso país, teria completado na semana passada 67 anos. Ela se destacou por ser uma verdadeira pesquisadora da música popular brasileira, de seus ritmos e de seu folclore, das danças e das tradições afro-brasileiras. Também foi a primeira cantora brasileira a vender mais de 100 mil cópias, derrubando um tabu segundo o qual mulheres não vendiam disco. Alcione, que foi amiga de Clara em vida, sempre fez questão de reverenciá-la, fazendo recorrentes referências em seus shows. Na foto ao lado, Marrom posa para uma foto ao lado do Fã-Clube Clara Guerreira, em 1984.

Nenhum comentário:

Postar um comentário