Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


04 novembro, 2010

"Canção do Bem", megaevento beneficente vai agitar o Rio!

Com a presença de Alcione, os shows musicais, espetáculos de dança e festival gastronômico pretendem arrecadar recursos para apoio a um dos projetos sociais mais sérios do Rio de Janeiro – a Associação Reagir (http://www.reagir.org.br/), de apoio às famílias de crianças carentes tratadas pelo Hospital Municipal da Piedade (HMP). Mas o megaevento é, também, uma homenagem a Cartola, no mês em que se registram os 30 anos da morte do compositor.

Alcione, a Marrom, é a grande atração do show beneficente, que promete sacudir a comunidade de Mangueira, no próximo dia 7 de novembro. Ao longo do domingo inteiro, no espaço do Centro cultural Cartola, gentilmente cedido pela neta do compositor, Nilcemar Nogueira, “Solidariedade, a canção do bem” é, na verdade, um megaevento, que, além dos shows musicais com diversas atrações, inclui espetáculo de dança, exposição e bazar. Tudo regado com a mais honesta feijoada, delicioso caruru à baiana e salgadinhos.

“No mês em que completamos 30 anos sem Cartola, que, antes de mais nada, era um ser humano solidário, a satisfação de participar de um evento como esse, em benefício de um projeto social sério, nos emociona duplamente”, diz Alcione. Já envolvida em várias ações sociais na comunidade da Mangueira, onde a cantora é reconhecida pela generosidade, a Marrom atendeu rápida e graciosamente ao convite da Associação Reagir. “Meu avô, que viveu sempre atento às necessidades humanas, com certeza, onde quer que esteja, apoia um evento assim e deve estar feliz com a homenagem, que nos emociona a todos, descendentes orgulhosos dele”, completa Nilcemar.

Além da cantora Alcione, grande atração do dia, e da jornalista, cantora e compositora Lucia Helena Corrêa, que teve a ideia de realizar o megaevento, participam os grupos musicais “A Quatro Vozes” (MPB e folclore), Grupo Jequitibá de Garrafa (samba) e Conexsoul (rock). Mas, também, a cantora Danny Reis; o violonista e cantor Tony Pelosi; o compositor, cantor e pianista Tato Fischer (ex-Secos & Molhados); e o instrumentista, compositor e cantor Bráu Mendonça (violão e guitarra). Também participam, na qualidade de convidados, Bruno Sotil (percussão) e Daniel Kid (contrabaixo).

A extensa e animada programação de shows, exposições e bazar, com feijoada e caruru à baiana, se estende até 20 horas. Mas começa ao meio-dia e meia, com o espetáculo “Cartola, meu amor”, de Lucia Helena, intérprete intensa do compositor. Em 25 apresentações, o show, que traz de volta 16 das mais conhecidas composições de Cartola, já rodou casas noturnas e salas de espetáculos de São Paulo e Rio de Janeiro, inclusive o Canecão.

SERVIÇO:
Megashow Solidariedade – A canção do bem
Data: 7 de novembro, domingo
Horário: de meio-dia às 20 horas
Local: Centro cultural Cartola (http://www.cartola.org.br/) Rua Visconde de Niterói, 1296 – Mangueira – RJ
Telefone: (21) 3234-5777
Ingressos (no local): R$ 10,00 (sem direito a refeição) e R$ 20,00 (com direito a refeição)
Compra antecipada: Associação Reagir (Rua da Capela, 96, Piedade. Telefone: 21-3899-4366 – reagir@reagir.org.br
Fonte: Silvia Helena, Portal Nacional.

Um comentário: