Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

23 novembro, 2010

Sites noticiam aniversário da Marrom!

Como já é de costume, o aniversário da Marrom, que foi comemorado ontem (22), em sua residência, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, foi notícia em sites como o Terra, Midia News, R7, Extra On Line e o Ego. Este último deu vários destaques. Entre eles, entrevistou Anísio Abraão , presidente da Beija-Flor,(na foto com a esposa Fabíola David e Alcione) que revelou o clima de empolgação da escola para o carnaval deste ano, que contará no enredo, a história do Rei Roberto Carlos. Representante da Mangueira, Ivo Meirelles também mandou seu recado. Disse que a Mangueira vem forte e vai surpreender.

Depois da repercussão do programa Profissão Reporter, a travesti Luana Muniz diz ter ficado famosa, tendo sido convidada, inclusive, para participar de um show promovido pela prefeitura do Rio, antecipando as comemorações pela Parada do Orgulho Gay. Prova da notoriedade foi o espaço dado pelo Ego, que enfatizou o trabalho social de Luana em prol das travestis e crianças e jovens que são portadores do vírus HIV, onde conta com o apoio de muitas pessoas famosas, inclusive Alcione.

O site da Rede Globo ainda falou com detalhes da festa:

Por Leo Martinez

Para comemorar os seus 63 anos de vida, Alcione reuniu cerca de 300 convidados em sua casa, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Após cantar o tradicional “Parabéns pra você”, a cantora recebeu uma homenagem dos amigos mais íntimos: “Confete e serpentina. Alcione é bicha velha querendo ser menina!”, dizia a canção que arrancou boas gargalhadas da Marrom.

Como de costume, Alcione escolheu um tema para a festa, que neste ano falou sobre paz, amor e poesia. “Hoje em dia as pessoas estão necessitando de muita paz. A paz está no branco da minha festa que agora está homenageando o Divino Espírito Santo. Hoje é um dia para rever os amigos, para curtir a família e para agradecer muito. Estou fazendo 63, mas congelei nos 60...parei mesmo de contar e nem ligo mais pra isso. Quero comemorar os meus 100 anos aqui com todo mundo”, disse Alcione ao EGO.

Alguns convidados trouxeram lembrancinhas para a aniversariante, mas presente mesmo quem vai ganhar são as crianças durante o Natal, como explica a cantora: “Não peço nada de presente e nem quero. Quem trouxer eu agradeço, mas prefiro muito que tragam brinquedos para as crianças. Muita gente contribui com o show de Natal que eu faço. Lá eu distribuo presentes, faço sorteisorteios e a festa de todo mundo. Isso já tem uns 15 anos. Já fiz muito aniversário boca livre, só mesmo para fazer a festa. Agora o objetivo é outro, é para arrecadar mesmo esses brinquedos.”

Quem esteve na festa de Alcione conferiu de perto um pouco da cultura do Maranhão, que ela mesma fez questão de apresentar para os convidados. Toda a casa da cantora foi decorada com o tema “Festa do Divino”, desenvolvido por Chico Coimbra. “Ela sempre me pede temas que falem sobre o Maranhão. Recriamos aqui um pedacinho dessa festa folclórica que reúne elementos religiosos e pagãos ao mesmo tempo”, explicou Chico, que levou dois dias para ornamentar o espaço.

Flores bancas e amarelas foram espalhadas pela residência de Alcione. Na entrada, o grupo “Caixeiras do Divino”, formado por mulheres, anunciava o tema da festa. Os tambores soaram diversas ladainhas aos pés de um altar improvisado na varanda da casa. Outro destaque interessante foram as lembrancinhas que os convidados receberam na saída da festa. Um estandarte em miniatura usado nas festividades do Divino. A peça delicada trazia bordados de rendas douradas, aplicações de pedras e uma pomba branca representando o Espírito Santo.

A noite que também foi de muito samba e música de boa qualidade, começou com um sarau de poesias. Paulo Betti foi um dos convidados pela cantora para recitar versos no palco. “A gente se encontrou faz uns dias e eu disse que gostaria de vir em uma festa dela. Foi então que ela me convidou para recitar algumas poesias. Eu trouxe três que estão no meu bolso. Estou encantado com a energia da casa, a energia dela e de tudo aqui”, contou Paulo ao EGO.

Viviane Araújo também não escondeu seu amor pela cantora das multidões: “Sou muito fã dela. Tenho CD, DVD, tudo. Estou muito feliz por estar aqui pela primeira vez e ainda pelo o carinho que eu não sabia que a Alcione tinha por mim”, comentou Vivi que é fã da música “A Loba”.

O presidente da Mangueira, Ivo Meirelles deixou registrada sua admiração pela aniversariante. “Ela sempre fez questão de relembrar as raízes dela no Maranhão, mas ela ficou tão carioca, tão da gente, que às vezes nos confunde. Quem vê a Alcione na Mangueira até pensa que ela nasceu lá na comunidade. Isso tudo por causa da alma carioca dela.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário