Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!

17 janeiro, 2011

"O filho fiel, sempre Mangueira"!



A noite vem surgindo em poesia,
bandeiras tremulando de alegria
Em verde e rosa anunciam, hoje é festa, é carnaval!
O samba vem pedir passagem, trazer flores ,
homenagem ao artista imortal!
Chegando em sua montaria, armado de nostalgia,
Encantou a boêmia com o choro do violão!
Que felicidade, “Não consigo te esquecer”!
E “com a alma toda tatuada” de teus versos,
Em canção agora peço, “não me queiras mal, hoje é carnaval”

Subindo os “degraus da vida”
Chegou ao alto, “Rei vadio” na avenida,
No “Zicartola”, o teu samba faz a festa
És canção que manifesta, um amor que não termina.

Vem meu trovador...
Traz teu alento a quem tanto já chorou.
Quem nunca sonhou,
“que o amor será eterno novamente”?
Na “Opinião” de quem te aplaude, és imortal!
As “folhas secas” espalhadas no caminho,
Vieram pra te ver passar,
Salve o poeta, nosso Nelson Cavaquinho.

Um canto ecoou no céu , canta Mangueira!
Vem, Filho Fiel!
Quem chama é a Estação Primeira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário