Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


12 abril, 2011

Alcione se emocionou na homenagem a Seu João Carlos

Os 100 anos de nascimento de João Carlos Dias Nazareth, tenente regente da Banda de Música da Polícia Militar do Maranhão e autor do hino da corporação, foi celebrado nesta terça-feira (12), durante solenidade realizada no Comando Geral da PMMA. O evento contou com a participação de familiares do maestro, entre os quais a filha dele, a cantora Alcione Nazareth; do comandante-geral da PMMA, coronel Franklin Pacheco; do secretário chefe do Gabinete Militar, tenente-coronel José Ribamar Vieira, entre outras autoridades.

Durante a solenidade, o comandante Franklin Pacheco entregou à Alcione Nazareth uma placa alusiva à data e um banner em lembrança ao centenário. Também foram homenageados, com placas alusivas à data, o tenente-coronel José Ribamar Vieira, que na ocasião representou a governadora Roseana Sarney, os presidentes do Tribunal de Justiça, Jamil Gedeon; do Tribunal Regional Eleitoral, Raimundo Cutrim; o presidente da Associação dos Oficiais da Reserva e Reformados do Maranhão, coronel Ivo Rodrigues de Souza; e o jornalista Marcial Lima, representado a imprensa maranhense.

Alcione Nazareth lembrou que o pai era um policial músico dedicado, que amava a instituição e, principalmente, a banda de música da PM, que cuidava com muito carinho. "Nós todos aprendemos música com ele, então essa homenagem de hoje é uma honra para toda a minha família e eu vou guardar para sempre na minha memória", declarou a cantora.

João Carlos Dias Nazareth nasceu na Fazenda Aliança, no município de Cururupu, em 10 de abril de 1911, filho de Anastácio Dias Nazareth e Assunção de Farias Nazareth. Em 26 de março de 1935, ingressou como praça na Polícia Militar do Maranhão e, como soldado, associou-se ao Sindicato de Trapicheiros e classes anexas. Reformou-se por tempo de serviço no posto de 1º tenente em 30 de março de 1966, com comportamento excepcional. Sucessos - Entre suas composições, além de muitos dobrados para a banda em homenagem a comandantes e governadores, existem valsas, hinos, como o da Polícia Militar, Hino à Bandeira do Maranhão, além de músicas populares como "Cajueiro Velho" e "Etelvina Minha Nega", gravadas por Alcione e sucessos nacionais.

Na solenidade, Alcione brindou os presentes cantando esses e outros sucessos. "A homenagem, na verdade, é para a PM por contar neste momento com ilustres presenças, como a da cantora Alcione, que leva o Maranhão para o mundo", disse o coronel Franklin Pacheco, lembrando que a banda de música da PM é batizada com o nome do maestro João Carlos Dias Nazareth. O secretário chefe do Gabinete Militar, tenente-coronel José Ribamar Vieira, ressaltou que o maestro representa muito para a Polícia Militar e para o Estado. "Esta é uma homenagem justa e oportuna", enfatizou. O presidente do TJ, Jamil Gedeon, também destacou a justa homenagem da PM ao músico. "Nós sempre homenageamos os policiais militares heróis, mas militar músico é pouco lembrando, pouco homenageado. Então, é uma homenagem justa que a PM faz ao maestro e toda sua família aqui reunida", disse o desembargador.

Fonte: Maranhão Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário