Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


19 outubro, 2011

"Deus me fez assim, com duas faces..."

Não poderia ter sido escolhido tema melhor para comemorar os 40 anos de carreira da cantora mais versátil da mpb. Desde que conquistou credibilidade, quando começou a poder imprimir sua personalidade em seus trabalhos, que Alcione dá a face para ser exaltada e criticada. Sem medo de errar, sem medo de ser feliz. A receita deu tão certo que lá se vão quatro décadas de muito sucesso... Pois neste projeto, ela satisfaz todas as expectativas. Requintada, popular, internacional e bem brasileira. E acima de tudo, com uma voz impecável, em plena forma.

Chegamos ao Vivo Rio pouco depois das 21hs. A casa já estava lotada, sendo possível avistar pouquíssimos lugares vagos. Logo as mesas vazias foram sendo ocupadas, confirmando a notícia que tivemos de que os ingressos haviam se esgotado. Este momento antes do show é gostoso demais. Momento de encontrar nossos amigos do blog, essas pessoas que dividem conosco a paixão derramada pela cantora e pela pessoa maravilhosa que é Alcione. Lá estavam Elias e Sandrinha, ambos de São Paulo, Yann, Elói e Luan, todos do Rio, e nosso querido Carlos Fernando que, além de ser um Moreno Forrozero, é produção da Alcione.

O show começou na hora marcada, com trechos do Dvd Jam Session para nos deixar água na boca e dar as diretrizes do espetáculo. Ela entrou majestosa naquele vestido rosa com detalhes pretos. Passeou por sucessos antigos e canções inéditas em sua voz, mesclando os dois projetos, Jam Session e Duas Faces Ao Vivo na Mangueira. O roteiro do show, já divulgado na resenha de Mauro Ferreira, nos eximiremos de repetir aqui. O que importa dizer é que foi um dos melhores shows que já assisti nos últimos tempos. Diferente do "De Tudo Que Eu Gosto" e do "Acesa", o show Duas Faces abriu mão dos cenários luxuosos e dos bailarinos, destacando a performance da Marrom. E que performance! Foram trinta canções ao todo. As mais populares, cantadas em coro pelo público. As menos conhecidas, ouvidas com atenção, encanto e admiração. Em todas as circunstâncias, ela foi muito aplaudida.

Alcione lembrou a votação do blog e cantou as duas músicas vencedoras, "Medo" e "Metade de Mim". Sem saber, uma homenagem que ela nos presta, enquanto representantes de todos os seus fãs. Na primeira troca de roupa, ela saiu do palco e deu lugar aos depoimentos dos amigos que participaram do projeto Jam Session. No regresso, o seu depoimento ao amigo André Mingas, compositor da música Pôr do Sol, que ela cantou para saudar o amigo. Gravamos a música à pedido dela e colocamos no youtube em seguida.

Na "cadeira", o escorpião e o profeta. Falou do respeito que se deve ter para com uma mulher e também da ousadia de muitas delas: "tem mulher metendo bala". E falou de MV Bill, com quem gravou no projeto da Mangueira, um "negão de tirar o chapéu", que além de tudo, é bonito. Disse ela que a profissão de muitos é "ser bonito", mas que não era o caso do amigo. E com a mesma santidade com que cantou Aznavour, cantou "Meu Ébano". Para finalizar, a bateria da Mangueira fez sua performance enquanto Alcione se vestia de verde e rosa para cantar "Brasil de Oliveira da Silva do Samba".

Depois do show, fomos até o camarim. Alcione nos recebeu em seguida, sempre atenciosa. Ganhei meu Cd Jam Session autografado e uma camiseta da nova turnê. Já fiz uma cópia para não gastar o original e perdi a conta de quantas vezes já coloquei para rodar desde sábado passado. Está lindo! Todos tiveram oportunidade de falar com a Marrom e tirar fotos. Matamos também a saudade da produção, essa galera que sempre nos dá atenção e carinho sem medida. Foi uma pena não estarmos todos reunidos. Como a turnê já está alinhavada e deve passar por São Paulo, Pernambuco, Minas e Rio Grande do Sul, o povo destes estados resolveu esperar. Enquanto vocês aguardam "Duas Faces", só podemos dizer  o seguinte: Alcione ainda conseguirá surpreendê-los.










Um comentário:

  1. AMO VC E SUA VOZ "NOSSA MARROM"
    VC É DEMAIS...A MELHOR!!!!!
    UM DIA AINDA VOU ASSISTIR A UM SHOM SEU NA PRIMEIRA FILA, POIS NUNCA CONSEGUI.
    MEU SONHO É TER UMA FOTO COM VC.
    TENHO CERTEZA QUE AINDA REALIZO ESSE SONHO,QUE É O MESMO DA MINHA MÃEZINHA, MAS NÃO DÁ MAIS PARA LEVÁ-LA POIS ELA TEM ALZHEIMER!
    TE AMAMOS.....

    MONICA NASCIMENTO
    CEL :8757-3298

    ResponderExcluir