Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


13 novembro, 2011

Ela é a “voz do samba”!

Marrom está na ilha e antes do show de ontem, bateu um papo prá lá de divertido com Aécio Macchi, na Rádio Mirante FM.

Alcione falou das suas raízes: “O Maranhão está no meu umbigo. Quando eu cheguei ao Rio, umas amigas me disseram que era para eu falar que eu era de São Paulo. Eu disse: como? Amiga, eu tenho cara de paulista? Olha, por onde eu passo não esqueço do arroz de cuxá, do bumba-meu-boi, das coisas aqui do Maranhão”, contou.

Alcione disse que em todos esses anos de carreira, dois lugares são muito marcantes para ela. Primeiro quando foi ao Japão e depois em Roma, na Itália. E também falou do Carnaval maranhense: “Eu adoro essa futricagem do Carnaval porque só nós podemos dizer na letras da músicas essas coisas”, finalizou.

Em breve, mais informações sobre o show na Batuque Brasil! Aguardem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário