Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


02 novembro, 2011

No HSBC, festa para comemorar os 40 anos de carreira da Marrom


Texto: Sandrinha Pereira
Fotos: Elias Gomes da Costa
O show, para variar, foi maravilhoso. Achamos Alcione mais solta, mais confiante...  Ela estava visivelmente muito feliz. Além de cantar as músicas novas, ela atendeu muitos pedidos e cantou músicas que não estavam no roteiro do show de estrEia do Vivo Rio, como Retalhos de Cetim, Sufoco, Estranha loucura e outras.

Netinho de Paula foi um dos famosos persentes. O ex-Negritude Júnior foi até o palco para cumprimentar nossa diva. Aílton Graça também deu o ar e até sambou no palco durante Meu Ébano, a exemplo do show de 2005.

No final, depois de já ter se despedido do público, depois que a bateria da Mangueira já tinha ido embora, o povo ficou pedindo mais e ela voltou para cantar Você Me Vira a Cabeça. O HSBC foi à loucura. Só então, ela foi embora.

Dandhara, minha sobrinha, finalmente realizou seu sonho de assistir um show da Marrom. Ficou deslumbrada com tudo. Minha mãe também gostou muito e minha irmã, mãe da Dandhara, que nunca tinha ido ao show, também ficou encantada. Depois do show, nosso amigo, o Carlos das Esfihas, fã de São Paulo, organizou a festa de 40 anos de carreira nos bastidores, com direito a "parabéns" e bolo! Nossa negona merece! Enfim, foi tudo ótimo!

Minha mãe, Carminha

Parabéns, Alcione!

Marco Cipro, nosso amigo de Sampa, também esteve presente

Eu, com Marco e Carlos

Dandhara realizou o sonho de ir a um show da Marrom
Elias e Bimbão

Maria Helena, com minha família

Verão

Nenhum comentário:

Postar um comentário