Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


26 junho, 2012

23ª edição do Prêmio da Música Brasileira em Belém

Chega hoje a Belém a versão itinerante da 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira, com patrocínio da Vale. Este ano o homenageado é o cantor e compositor João Bosco que está completando 40 anos de carreira. O show será no Teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas, às 21h, e contará com as participações de Leila Pinheiro, Mariana Aydar, Péricles e Alcione e apresentação do ator Murilo Rosa. A entrada é franca.

O prêmio, que por 22 anos era apresentado apenas no Rio de Janeiro, realiza sua segunda versão itinerante em oito cidades brasileiras. Segundo José Maurício Machline, que dirige o espetáculo, tem sido uma alegria viajar pelo Brasil. “O ano passado foi tão bem sucedido que, junto com a Vale, decidimos aumentar o número de cidades e ainda organizar alguns shows em locais abertos, para que todos possam assistir”.

Parauapebas (PA) foi uma das cidades contempladas e recebeu o show no último sábado, 23, na Praça de Eventos. Hoje e amanhã será a vez de Belém receber a turnê. Os ingressos são gratuitos e serão distribuídos de acordo com a ordem de preenchimento do formulário pelo site www.premiodamusica.com.br.

Artistas cantam sucessos de João Bosco

Na cerimônia de apresentação, Murilo Rosa fará um apanhado dos melhores momentos da cerimônia do Municipal, no Rio de Janeiro, e contará a história de João Bosco, que está celebrando 40 anos de carreira. Cada artista que participa da turnê cantará cinco músicas de João Bosco, sendo uma ao lado do próprio homenageado. O sambista Péricles interpretará clássicos como “Nação”, “Kid Cavaquinho” e “Dois pra lá, dois pra cá”. Já Mariana Aydar cantará, entre outras, as músicas “Memória da pele”, “O ronco da cuíca” e “Papel Machê”. A cantora Alcione também participa da homenagem com as músicas “Desenho de giz”, “Quando o amor acontece” e outras.

A paraense Leila Pinheiro também faz parte da turnê desta edição do Prêmio da Música Brasileira. “É uma honra poder homenagear João Bosco. É um dos gênios da música brasileira. Desde pequena eu tenho contato com a obra dele, faz parte da minha vida há muito tempo. É uma das minhas inspirações”, revela.

Leila ficará responsável por viajar pela obra do cantor mineiro, revisitando músicas antigas como “Corsário” e “Latin Lover” e as novas canções como “Sinhá”, composta em parceria com Chico Buarque. Para Leila, nascida em Belém, onde os pais moram até hoje, esses dois shows na capital paraense serão especiais. “Me sinto em casa. É muito bom poder apresentar a obra de um grande compositor como João Bosco para o público de Belém. Entre os artistas que estão viajando comigo nessa turnê, alguns ainda não conheciam a cidade e estão encantados com a beleza daqui. Será um show muito especial”, afirma.

Depois das homenagens, João Bosco subirá ao palco do Maria Sylvia Nunes para uma série de números solos, como “O mestre sala dos mares”, “O bêbado e a equilibrista”, entre outros, e também para os duetos com cada um dos cantores participantes. Entre as participações especiais, estão a cantora Gaby Amarantos, que se apresenta hoje, e o músico Felipe Cordeiro, que se apresenta amanhã.

O show segue depois para Vitória (ES), Itabira (MG), Belo Horizonte (MG), Corumbá (MS), encerrando em São Paulo (SP), no dia 11 de julho. A direção musical da cerimônia do Municipal e da versão itinerante do Prêmio é do pianista João Carlos Coutinho, que viaja pela turnê acompanhado dos músicos Lula Galvão (violão), Rômulo Gomes (baixo), Kiko Freitas (bateria), Armando Marçal (percussão), Walmir Gil (trompete e flugelhorn) e Nailor Proveta (arranjos e sopros).

O PRÊMIO

Criado em 1988, o prêmio de maior prestígio da música brasileira tem como finalidade resgatar e celebrar grandes nomes do cenário nacional, além de avalizar carreiras de artistas iniciantes ou com expressão de alcance regional. O Prêmio da Música Brasileira vem, há 24 anos, valorizando a música e sua capacidade de se reinventar e manter. O Prêmio enaltece o esforço e o talento dos cantores, músicos, arranjadores e produtores do Brasil e reúne, no mesmo dia e no mesmo palco, as mais variadas manifestações musicais do país.

SERVIÇO

Versão itinerante do Prêmio da Música Brasileira 2012 com João Bosco, Alcione, Leila Pinheiro, Mariana Aydar e Péricles e participações especiais de Gaby Amarantos (26/06) e Felipe Cordeiro (27/06). Hoje e amanhã, no Teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas (Boulevard Castilho França), às 21h. Ingressos gratuitos pelo site www.premiodamusica.com.br. Cada pessoa ganhará um par. Informações: (91) 3212-5660. (Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário