Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


04 agosto, 2012

O encontro emocionante de Mariana Aydar e Alcione nos palcos do Rio

Mariana Aydar e Alcione dividiram o palco – e o microfone – da casa de shows Miranda, no Rio, nessa quarta-feira. “Foi superemocionante”, contou Mariana ao Glamurama. “Primeiro, a Marrom entrou e fizemos um trio: eu e ela na voz, e Duani no cavaco, cantando ‘Profecias’, do Candeias”. O repertório do show, que faz parte do projeto Experimenta, que promove encontros inesperados no palco do Miranda, seguiu com canções de Mariana como “Missão”, “Galope Rasante” e ”Vinheta da Alegria e da Saúde”, do novo disco da moça, “Cavaleiro Selvagem Aqui te Sigo”.

Na plateia, além da mãe coruja Bia Aydar estavam Ricardo Tozzi e Alex Lerner, entre outros bacanas. Ah, e o momento mais lindo do show – nas palavras da própria Mariana – foi quando as duas cantaram “Gostoso Veneno”, da Marrom. Cool!

Nenhum comentário:

Postar um comentário