Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


06 setembro, 2012

'Já tive dor de cotovelo que deu até febre emocional', confessa Alcione

Ela é a rainha das músicas que falam sobre dor de cotovelo. E já que o Mais Você explorou o tema, Ana Maria enviou o repórter Felipe Suhre para conversar com a cantora Alcione, que confessou já ter sentido este tão incômodo sintoma: "Já tive dor de cotovelo que deu até febre emocional”.

A estrela explicou a história: “Eu não queria dar o meu braço a torcer, não podia ligar para o bofe antes, ele tinha que ligar para mim primeiro. Eu comecei a ficar impaciente e fiquei com febre. Eu falei: ‘Vou morrer, mas não vou ligar’, e você acredita que ele ligou? Foi a glória quando a gente se encontrou”.

Alcione disse que não é fácil para ela enfrentar esse tipo de situação. “Eu já não bebo, já não fumo, pense em uma mulher de escorpião careta com dor de cotovelo? Eu vou sofrer muito, gente!”, se divertiu ela.

Fonte: Mais Você

Nenhum comentário:

Postar um comentário