Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


01 outubro, 2012

Alcione relembra loucura de amor marcante em sua vida


A cantora Alcione (64) revela que é romântica e comenta uma das loucuras de amor que já fez em sua vida. “Uma vez, mandei uma avião passar em cima da minha casa. Liguei para o rapaz em questão ir para a janela. Lá do alto veio uma voz, dizendo ‘eu te amo’. Isso impressiona. A mulherada tem o controle dessas situações. Depois disso, a casa tremeu”, contou ela ao site oficial do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Globo.

Completando 40 anos de carreira, a artista relembrou algumas parcerias marcantes ao longo dos anos. “Grande parte da minha carreira foi como sonhei. Fiz grandes parcerias com Ângela Maria, Maria Bathânia, Cássia Eller. Nunca imaginei conseguir cantar com grandes nomes como Janis Joplin e com o rei Roberto Carlos. Foram momentos muito emocionantes”, afirmou.

Fonte: Caras

Nenhum comentário:

Postar um comentário