Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


02 fevereiro, 2013

Alcione deu show em João Pessoa

Por Viviane Andrezza
No dia 26 de janeiro, eu e Reginaldo chegamos ao Busto de  Tamandaré por volta das 20hs. Alcione só chegaria por volta das 22hs. Ficamos lá, na ansiedade, esperando pelo momento do encontro com a nossa cantora. Vera nos levou até ela, que aparentemente estava cansada, mas que independente disso nos atendeu muito bem. Tiramos fotos e eu falei rapidamente da minha emoção por recebê-la na minha cidade, enquanto Reginaldo falava da multidão que tinha lá fora esperando por ela.




Ainda no camarim, um senhor que estava presente pediu para rezar uma Ave Maria e a cantora pediu para que todo mundo que tivesse dentro do camarim rezasse também. Então, rezamos com ela e com todos que estavam presentes.Desejamos um excelente show pra e fomos aguardar o tão esperando momento.

Alcione entrou no palco às 22h30min. O público ,que nada mais era do que 50 mil pessoas, foi à loucura, com a entrada da melhor do mundo ao palco. Alcione escolheu o seu repertorio a dedo, cantou tudo que o povo sabia e queria ouvir: Estranha loucura, Mulher ideal, Sufoco, Não pense em mim, Medo, Metade de mim, entre tantas.

A parte mais emocionante do show foi quando a cantora disse assim “ eu queria muito que João Pessoa me ouvisse, vocês podem me ouvir? A multidão gritou em voz alta "sim". Então, foi aí que a cantora emocionou o público quando disse: "eu não estou muito bem, venho há duas semanas doente, com a glicose muito alta, mas hoje, quando cheguei em João Pessoa, tudo mudou. Sentir uma paz interior muito grande. Os pretos velhos desta terra mudaram algo em mim." Neste momento, Marrom parou, nitidamente emocionada. Segurou as lágrimas e repetiu "que paz estou recebendo novamente. Obrigada João Pessoa." O público se emocionou com isso e muita gente chorou junto.



Eu e Reginaldo só temos a agradecer por ser fã dessa mulher, guerreira, única e, acima de tudo, humana. Obrigada, Alcione, por ter emocionado um público de 50 mil pessoas por inteiro. Agradecemos de coração a você por tudo. Marrom encerrou o show com uma homenagem à escola de samba Mangueira e já confirmou que no dia 15 de março está de volta à João Pessoa e dia 16 na terra do querido Reginaldo, Campina Grande.


Quando achávamos que tudo tinha terminado, por volta das 2hs da manhã, meu telefone tocou. Era simplesmente Vera de Sá, dizendo que foi muito corrido, que não tinha dado pra tirar foto com a gente, que não tinha dado atenção devida e na mesma hora perguntou onde eu e Reginaldo estávamos. Respondemos que estávamos em um barzinho comentando o show e ela, com a meiguice que tem, nos convidou para irmos ao encontro dela em um quiosque próximo ao hotel. Eu e Reginaldo não perdemos tempo. Lá estavam Vera, Maria Helena, Rosana e outros integrantes da banda. Fomos recebidos carinhosamente por todos, sentamos e ficamos jogando conversa fora até 4hs da manhã. Obrigada produção e Alcione. Vocês são tudo!!!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário