Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


26 março, 2013

Homenagem na missa de 7º dia de Emílio Santiago

Na noite terça-feira (26) aconteceu na Basílica Imaculada Conceição, na zona sul do Rio, a missa de sétimo dia em memória ao cantor Emílio Santiago. A missa, celebrada pelo padre Marcos William, contou com a presença de amigos íntimos do cantor que faleceu no último dia 20. Ao longo da cerimonia, o padre relembrou que o cantor era um paroquiano "discreto e calado".

"Emílio apareceu para não mais sair de cena. Tenho orgulho em tê-lo conhecido. Ele não deixou apenas a beleza do seu canto, mas seus valores", disse o padre que recebeu aplausos. Soca, secretário pessoal do cantor, contou que tem vivido dias difíceis. "Estou tomando remédios para conseguir lidar, perdi um amigo de mais de três décadas. Tudo o que eu mais queria era ele de volta".

Eulália Figueira, assessora de Emílio durante anos, afirmou que a morte do artista nunca foi prevista. "Sempre achei que ele pudesse sair dessa. Eu amava profundamente o Emílio, ele foi um grande profissional, de muita ética, compostura, um grande exemplo".



Muito emocionada, Alcione cantou "Luz e Esplendor", seguida de Lenny Andrade, que escolheu "Se Todos Fossem Iguais a Você". Elymar Santos prestou homenagem ao amigo cantando seu grande sucesso, "Saigon". Áurea Martins, Elba Ramalho e Zélia Duncan se revezaram em "Eu Sei Que Vou Te Amar".



Para Elba Ramalho a lembrança mais forte de Emílio será "sua alegria de viver". "Ele amava viver e era um amigo de confidencia". Já Rosemary relembrou a "elegância" do cantor. "Ele foi o homem mais elegante que conheci". Isabel Filardis, Leda Nagle, Luiz Melodia, Carlinhos de Jesus, Marcos Valle, Roberto Menescal, Elymar Santos entre outros também estiveram presentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário