Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


31 maio, 2013

Blog Notas Musicais: 'Eterna alegria' repõe Alcione no sangue e no quintal do povo do samba

 
Resenha de single
Título da música: Eterna alegria
Artista: Alcione
Autoria da música: Alex Almeida, Carlos Jr., Júlio Alves e Ramirez
Cotação: * * * *

Música disponível para audição e download no iTunes

Desde os anos 70, o repertório de Alcione sempre conciliou sambas com temas românticos. A vertente romântica caiu no brega a partir da segunda metade da década de 80, quando a cantora já tinha se transferido da gravadora Philips para a RCA e passou a gravar baladas produzidas em escala industrial por hitmakers como Michael Sullivan & Paulo Massadas para o elenco da companhia então já denominada BMG-Ariola. Nos anos 2000, já na Indie Records, a Marrom fez discos de tom ainda mais popular, como Faz uma loucura por mim (2003), que renovaram seu público e injetaram ânimo em sua carreira fonográfica. Eterna alegria - o disco de inéditas que Alcione vai lançar em junho de 2013 - não vai descartar de todo o romantismo, mas prioriza sambas animados. O que lhe dá título, Eterna alegria (Alex Almeida, Carlos Jr., Júlio Alves e Ramirez), reconecta Alcione à fase inicial de sua discografia na RCA. Disponibilizado para audição e download gratuito neste mês de maio de 2013, para dar início aos trabalhos promocionais do disco gravado via Marrom Music, Eterna alegria é ótimo samba batido na palma da mão. "Tô no sangue desse povo e não quero sair", avisa Alcione em verso da composição. Com sua levada contagiante, que remete à produção dos nobres quintais do Cacique de Ramos nos anos 80, Eterna alegria aumenta a expectativa do CD que Alcione vai apresentar em junho ao mercado. A julgar pelo irresistível samba posto na rede, tudo indica que Eterna alegria, o disco, vai repor Alcione nos felizes quintais cariocas dos quais a Marrom nunca deveria ter saído para dar voz a baladas que batem na mesma tecla. Bye, bye, tristeza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário