Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


07 junho, 2014

Alcione e Letícia Sabatella saúdam promulgação da emenda do trabalho escravo

Em solenidade de promulgação da Emenda Constitucional 81, nesta quinta-feira (4), a atriz Letícia Sabatella e a cantora Alcione saudaram a decisão do Congresso de modificar a Constituição para determinar a expropriação de propriedades onde houver trabalho escravo.

Letícia Sabatella leu carta do jornalista Leonardo Sakamoto, assinada também pela diretora do Movimento Humanos Direitos, pela atriz Dira Paes e por todos que integram a entidade. No documento, eles classificam a promulgação da Emenda Constitucional (EC) 81 como uma segunda abolição da escravatura, 126 anos após a assinatura da Lei Áurea.

Conforme afirmam, toda propriedade deve cumprir função social, não podendo ser utilizada como instrumento de opressão ou submissão de qualquer pessoa. “Não é apenas a ausência de liberdade que faz um trabalhador escravo, mas principalmente de dignidade”, disse Letícia Sabatella.

Ainda de acordo com a carta, senadores e deputados que aprovaram a emenda do trabalho escravo serão lembrados pelas futuras gerações “pela coragem de garantir a dignidade do trabalhador brasileiro. Esse sim será um golaço histórico pré-Copa do Mundo”.

Também Alcione considerou o momento histórico e se disse honrada em participar da solenidade de promulgação da emenda. A cantora interpretou a música Canto das três raças, de Paulo César Pinheiro e Mauro Duarte.

Ao lado do presidente do Senado e do Congresso, Renan Calheiros, Alcione e Letícia Sabatella fizeram parte da Mesa da solenidade, assim como o segundo-vice-presidente do Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), relator da proposta de regulamentação da EC 81; o primeiro-secretário da Casa, Flexa Ribeiro (PSDB-PA); o ex-senador Ademir Andrade, autor da proposta que deu origem à emenda constitucional; e as ministras Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, e Ideli Salvatti, da Secretaria de Direitos Humanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário