Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


10 julho, 2014

Alcione no Bailão Venda Nova

Por Yann Fernandes
Às 21 horas do último dia 5, a Rua Elias Antônio Issa já se encontrava movimentada e com uma fila enorme à frente do Bailão Sertanejo.

Um banner imenso anunciava que ali estaria a Marrom de volta a Belo Horizonte para levar o povo à loucura.

Fomos informados que só antecipadamente foram vendidos cerca de 3.000 ingressos e que a casa estava chegando
perto da sua capacidade máxima de 7.000 pessoas! E a Marrom deu o recado, viu? Iniciou seu show com a nova música "Eterna Alegria" e foi logo emendando seus sucessos! Teve de tudo e mais um pouco! Marrom cantou "Mangueira é Mãe", "Estranha Loucura", "Sufoco", "Meu Vício é Você", "O Que eu Faço Amanhã" e a "Além da Cama". Surpreendeu a todos cantando o
pot-pourri "Garoto Maroto/Menino Sem Juízo"! Também cantou duas músicas de seu novo dvd: "Sentença" e "Produto Brasileiro".

Marrom concentrou os olhares ao entoar os primeiros versos de "Minha Missão", música de João Nogueira. O show seguiu
sempre animado. O público acompanhou a nossa querida Alcione em todas as músicas sem pestanejar! Foram quase duas horas de show, e que show! Noite inesquecível para o público e para a cantora, que se viu emocionada quando sua voz foi abafada
pelo público que cantava junto com ela "Não Deixe o Samba Morrer'' a ultima música do show.

Nenhum comentário:

Postar um comentário