Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


21 julho, 2016

Almas e Corações, 1983

Com certeza você já ouviu falar sobre Alcione: cantora, instrumentista e compositora. Ok! Ela canta e todo mundo já viu ela tocando trompete. Mas que músicas ela já compôs???

Em 1983, Alcione lançou o álbum "Almas e Corações", disco que teve a única composição de sua autoria, "Amor Em Tom Menor", em parceria com Nilton Barros. Isso mesmo! Filha única!

Mas este trabalho também é importante por outra razão. Além de outros sucessos, trouxe a música "Um Ser de Luz" (João Nogueira, Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro), em homenagem à Clara Nunes, falecida naquele ano e de quem a Marrom foi grande amiga. Ela foi a cantora escolhia pelos compositores para homenagear Clara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário