Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


19 dezembro, 2016

Melhoras, Marrom!

Alcione passou mal após o show de ontem, no Sesc Itaquera, em São Paulo. Foi levada ao hospital Sírio Libanês, onde foi submetida a uma série de exames e seguirá internada em observação. Quem publicou a notícia foi a assessoria de imprensa da cantora, em sua página oficial no Facebook.

Por esta razão, a participação dela no Boteco da Marrom hoje à noite foi cancelada, mas o show acontece com as presenças de Diogo Nogueira e Bateria da Mangueira. O show previsto para o dia 22, no Rio, também deve ser suspenso.

Mesmo sob uma crise de bronquite, Marrom honrou os compromissos previstos para este final de semana. Foram três shows no Sesc Pompéia, em Sampa, com um bate-e-volta para o Rio para participar de um evento com Luciana Mello e retorno a São Paulo para o show de domingo no Sesc Itaquera. Em todos eles, Alcione levantou o público, cantando seus maiores sucessos e canções do novo projeto Alcione Boleros. Foi incansável, inclusive atendendo a um pedido para autografar mais de 30 lps em pleno show.

A voz firme, a presença de palco, o bom humor estiveram presentes em todas as apresentações. Marcas de uma cantora que é diva, sim. Mas não por acaso. Lugar conquistado com muita dedicação, muito profissionalismo e respeito a seu público.

Coisas de uma mulher forte, que vem de muitas guerras, que não se entrega. Por tudo isso, temos certeza de que ela vai se recuperar bem, e logo a teremos de novo, fazendo o que mais ama, linda, faceira e com muita saúde! Melhoras, Marrom!

3 comentários: