Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


14 outubro, 2017

Alcione cantou Manhã de Carnaval no Festival Rio, Pipoca e Biscoito

Alcione brindou a plateia do Teatro Rival com a canção "Manhã de Carnaval", de Luiz Bonfá e Antônio Maria, durante sua participação no Festival Rio, Pipoca e Biscoito, nesta última terça-feira.

Gravada na trilha sonora do filme Orfeu Negro, em 1959, se tornou tradicional nos meios de jazz estadunidense e é tocada regularmente também por muitos artistas internacionais.

"Manhã de Carnaval" é considerada uma das mais importantes canções no mercado do jazz brasileiro nos Estados Unidos, ajudando a estabelecer o movimento da bossa nova no final da década de 1950.

Com essa lindeza, a gente te deseja um bom dia e um ótimo final de semana!

Créditos do video: Luan Penedo


Nenhum comentário:

Postar um comentário