Sejam Bem-vindos


Quem a ouve não esquece... Voz exuberante e inconfundível à serviço da alma, refletindo a entrega de quem não teme se doar por inteiro. O poder e a sensualidade da voz negra que tinge a aquarela da música brasileira de marrom, com todo o suingue, brilhantismo e carisma de quem tem certeza que não está aqui por acaso. Vinte e oito discos de ouro e oito de platina, sendo dois deles de platina duplo. Inúmeros prêmios da MPB: Sharp de Música, Caras, Globo de Ouro, Rádio Globo, o Antena de Ouro, Tim, entre outros. Além desses, prêmios de grande vulto internacional como O Pensador de Marfim (concedido pelo Governo de Angola), Personalidade Negra das Artes (concedido pelo Conselho Internacional de Mulheres) e A Voz da América Latina (concedido pela ONU). Este blog é dedicado à cantora mais popular do Brasil. Filha do nosso chão, orgulho nosso. Uma mulher, uma negra, uma nordestina, uma brasileira guerreira: Alcione, a Marrom!


27 novembro, 2017

Aos 45 anos de carreira, a Marrom segue arrebatando fãs desta nova geração

Weydson é de Recife e tem 19 anos. O sonho dele era conhecer a Marrom. Ainda no mês de setembro, assim que soube que ela estaria na Classic Hall, tratou logo de comprar seu ingresso. Foram dois meses de uma longa espera, sonhando com esse dia.

Mas segundo Weydson, o que estava sendo anunciado é que os primeiros a entrar no palco seriam Bruno e Marrone, e ela encerraria a noite. Não foi o que aconteceu. Por conta dessa informação, o fã de Recife acabou não conseguindo vê-la antes do show, e assim que ele acabou, Alcione entrou no carro e foi embora. Pensem em um nervosismo! Sabem o que ele fez? Direto pro aeroporto! Sim! Saiu do show direto para o aeroporto de Recife! Esperou lá até às 9hs da manhã até conseguir encontrá-la! 

"Não tem palavras que consigam descrever o momento do meu encontro com ela. Primeiro aquele choque. Ela ali na minha frente... Aquela voz sem microfone... Cada vez mais linda... Ela foi super gentil e fez tudo acontecer naturalmente. Ainda brincou quando eu disse que agora poderia morrer feliz:

'Olhe aqui menino, (com o dedo indicador em riste) você é novo. Vai viver muita coisa! Deus vai lhe dar muitos e muitos anos de vida. Que todos os seres de luz estejam sempre contigo e guiem teus caminhos!'

O momento é corrido e passa muito rápido. Mas a marca que deixa, o impacto, é pra vida toda. Jamais poderei esquecer esse dia!"

Falamos com o Weydson ontem à noite e ele ainda não tinha conseguido dormir, de tanta adrenalina. Estava ansioso para acordar hoje cedo e revelar sua foto, que vai para um porta retrato.

É sensacional ver como uma cantora que tem 45 anos de carreira, que iniciou sua trajetória lá nos anos 70, consegue ser tão incisiva, tão moderna, tão atual, tão marcante, encantando fãs ao longo de todas as gerações. Parece até que Alcione caçoa do tempo, que ignora o quanto ele pode ser devastador, apagando nomes e aprisionando estrelas em épocas passadas. Mas não. Ela o respeita tanto que virou senhora dele e usa o tempo a seu favor. Alcione, Rainha Pop da nossa música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário